Como investir em ações

por Rhenan Clemente
01/12/2021

Aprenda de uma vez por todas a iniciar os seus investimentos em ações

AÇÕES

 

No mundo dos investimentos investir em ações sempre gera expectativas, principalmente pelas possibilidades de ganhos que este tipo de investimento pode gerar.

 

A Bolsa de Valores de São Paulo através do índice IBOVESPA teve uma rentabilidade 2.688% entre 1996 e 2020 e com toda esta rentabilidade estamos preparando este material para você investidor conhecer um pouco melhor sobre este tipo de investimento.

 

Dito isto, para complementar e sem nenhuma pretensão de esgotar o assunto, no texto trataremos sobre ações separando da seguinte forma:

 

- Definição

- Tornando-se sócio

- Classes de ações

- Diversificação

- Liquidez

  

Como investir em ações

Fonte: Pexels

 

O QUE SÃO AÇÕES

 

Ações representam uma fração do capital social de uma empresa e é um valor mobiliário.

 

As companhias ou sociedades anônimas possuem o seu capital dividido em ações, porém somente as companhias registradas na CVM, conhecidas como companhias abertas são negociadas no mercado de valores mobiliários (Bolsa).

 

TORNANDO-SE SÓCIO

 

Quando você compra uma ação de uma companhia registrada na CVM, torna-se acionista e participa dos lucros e prejuízos da companhia, como ocorre com qualquer outro empresário.

 

Além disto você participa da evolução (alta) do preço no mercado e está exposto a diminuição (baixa) do preço deste título que esta ação representa.

 

Este movimento do preço da ação está literalmente ligado a gestão da companhia e seus respectivos resultados, como também das condições gerais da economia.

 

Vale salientar que não há garantia alguma que esta ação irá valorizar podendo inclusive haver desvalorização.

 

Exatamente por isso, é informado ao investidor que o investimento em ações é de renda variável e como tal o preço da ação sofre variações tanto para cima (alta do preço) como para baixo (baixa do preço).

 

CLASSES DE AÇÕES

 

As ações possuem duas classes especificas: as ordinárias e as preferenciais

 

As AÇÔES ORDINÁRIAS possuem algumas características especificas:

 

  • Direito a voto e participação na gestão da empresa, porém este direito está diretamente ligado a proporcionalidade do volume de ações adquiridas. Sendo desta forma, somente terá relevância se o investidor tiver uma quantidade significativa de ações;

 

  • Além disso, não oferecem preferência na distribuição dos dividendos.

 

As AÇÔES PREFERENCIAIS também possuem características especificas:

 

  • Preferência na hora da distribuição dos dividendos e acaba sendo uma compensação, já que essas ações não permitem nenhuma influência nas decisões de assembleia;

 

  • Prioridade de recuperação do patrimônio em situação de falência da empresa.

 

DIVERSIFICAÇÃO

 

Como investir em ações

Fonte: Pexels

 

As ações representam oportunidade de diversificação para a carteira do investidor, pois terá a oportunidade de buscar alocações em ativos de renda variável, diversificando assim as classes de ativos da sua carteira de investimentos.

 

Além disto adquirindo ações o investidor terá a oportunidade de diversificar em companhias de segmentos específicos, prezando por segmentos com mais exposição ou menos exposição a macroeconomia, empresas com níveis de governança diferenciados, dentre outros quesitos para adquirir o melhor investimento.

 

Outro aspecto interessante da diversificação é não ter todos os seus recursos apenas em ações e buscar outras classes de investimentos, como por exemplo, os fundos de investimentos imobiliários.  

 

LIQUIDEZ

 

Como investir em ações

Fonte: Pexels

 

Imagine você sendo sócio em alguma empresa não registrada na CVM e, por alguma razão, queira sair do quadro de sócios, vendendo sua participação.

 

Este processo é extremamente longo, desde a justificativa para os demais sócios, acordos, reuniões para convencer os demais, precificação da sua participação, além de todo processo burocrático de desligamento do quadro de sócios.

 

No investimento em ação você terá nenhuma burocracia, pois além da facilidade em vender suas ações este tipo de ativo possui excelente liquidez, pois isto possibilita que em caso de venda da ação, o valor investido estará disponível em D+2, ou seja, após 2 dias uteis da venda.

 

Isto representa um belo diferenciai frente a outros tipos de investimento e até mesmo quando comparado com participação em empresas não registradas na CVM que terão um processo extremamente burocrático para venda da sua participação.

  

PARA FINALIZAR

 

Com estas informações, você poderá dar seu passo inicial para alocações em ações e, consequentemente, fazer parte do grupo de investidores que aportam recursos em ações.

 

Porém, antes de definir em qual ação investir, solicite o auxílio de um Assessor de Investimentos especializado em Renda Variável, para obter mais informações, clicando neste link.

 

Quer saber como isto afeta os seus investimentos? Converse agora com um assessor de investimentos da Allure Capital e descubra!

OUTRAS NOTÍCIAS

Allure Capital Investimentos - XP